geek

O que há de errado com o Linux?

Primeiramente, vou deixar claro que eu adoro o Linux. O surgimento deste sistema operacional livre em 1991 foi um dos acontecimentos mais felizes da história da informática, e foi um elemento fundamental para o crescimento e popularização da Web, sendo que o Linux, junto do também livre Apache, forneceu uma plataforma gratuita, livre e de alta qualidade para servidores da internet; até hoje é o mais usado nesta seara. Poderia ter sido diferente. O sucesso do sistema do pinguim foi resultado de certas contingências: O BSD (hoje FreeBSD), versão do Unix desenvolvida pela Universidade de Berkeley, Califórnia, era um sistema livre – gratuito e de código aberto – bastante completo e maduro, tinha tudo para ser a alternativa livre ao Windows e Mac OS, mas no começo dos anos 90, mas estava impedido de ser distribuído, devido a um processo da AT&T, criadora do Unix e detentora da marca, contra a Berkeley. Na década anterior, o pacote de software GNU, de Richard Stallman e sua Free Software Foundation, conseguiu reproduzir diversas ferramentas fundamentais do Unix, usados até hoje, como o compilador gcc, o editor de texto emacs, o dd, interfaces de redes TCP/IP…

Mas um sistema operacional completo precisa de um kernel, que é sua base, controlando diretamente o hardware e gerenciando a alocação de recursos do sistema e a execução de programas. O kernel do GNU, o Hurd, estava longe de ser funcional. Afortunadamente, um jovem estudante da Suécia, Linus Torvalds, criou um kernel muito bom, que o GNU acabou adotando, e serviu como a peça que faltava no quebra-cabeça. Até hoje alguns puristas se referem ao sistema Linux como GNU/Linux. O Hurd acabou saindo e ainda existe, mas não serve para nada. O FreeBSD também saiu, quando o problema judicial foi finalmente resolvido, mas só depois do sucesso do Linux já ter emplacado. É empregado em diversos sistemas de produção, mas não tão amplamente quanto o Linux.

Continuar lendo

Anúncios
Padrão
geek, Segurança e Privacidade

 

http://telegra.ph/Novos-processadores-qu%C3%A2nticos-podem-acabar-com-o-Bitcoin-11-16

Não só o bitcoin, mas toda segurança baseada em criptografia atual, incluindo o protocolo HTTPS e aqueles por trás de aplicativos de mensagens como o WhatsApp e o Telegram…. Se algum dia os computadores quânticos plenamente funcionais forem realidade, o único jeito seguro de mandar suas nudes será tirando-as com máquina Polaroid e entregando em pessoa.

No entanto, o potencial inimaginável do que a ciência poderia fazer com uma máquina de processamento de informação tão poderosa é muito mais importante. Afinal, se por um lado é possível os algoritmos atuais serem quebrados, é possível também criarem um novo algoritmo de criptografia que use a própria computação quântica.

 

Link
gadgets, geek, Imagem e Vídeo

O Mínimo Que Você Precisa Saber Sobre HDTV

please_stand_by_by_gxmew

Como o título sugere, este guia que estou redigindo será breve (mais ou menos),  longe de ser um guia definitivo, de abranger todos os pormenores de como configurar uma TV para obter melhor qualidade de imagem; é escrito por um autodidata dedicado, não um engenheiro ou coisa que o valha. Mas pretendo te dar uma boa ideia de como escolher uma televisão e de como fazer uma configuração minimamente decente, bem melhor do que deixando no padrão de fábrica, e dar a ideia do que pesquisar se quiser se aprofundar mais. Minha TV, na qual faço todos os experimentos, é uma LCD da marca Samsung de 48″, 4k mas não HDR; mas as dicas que eu vou dar servem para todas as TVs LCD modernas, o que mais muda são os nomes, consulte o pai Google DuckDuckGo para mais detalhes sobre a sua marca e modelo. Este post é apenas sobre imagem, fico devendo a vocês um sobre som, assunto sobre o qual sei menos ainda.

TV é um termo anacrônico, que ficou por tradição mas não faz tanto sentido, uma vez que uma grande parte dos consumidores que compram o aparelho, especialmente os que escolhem modelos mais caros, não visam usá-lo principalmente para assistir Jornal Nacional nem Chaves, mas para ver filmes e séries em alta definição, jogar videogame, ou ligar no computador para usar como um monitor. Eu sou um caso grave de transtorno obsessivo-compulsivo  um geek e gosto de saber tirar o melhor proveito dos meus eletrônicos, pesquiso bastante, e especialmente no caso da televisão, cara ou barata, você perde muito deixando as configurações de fábrica. Você quer o famoso eyecandy, uma imagem de alta fidelidade, não escura nem com quaisquer artifícios, exatamente o que o produtor do conteúdo esperava que você visse, e que seja agradável aos seus olhos (ou devo dizer, ao seu córtex visual?). Então, permita-me explicar alguns detalhes. Primeiro, vamos ao guia de compras.

Continuar lendo

Padrão
Aplicativos, Empresas, gadgets, geek

Ebooks e Kindle: Opinião e Dicas de Uso

kindle e cachimbos pb.png

Adoro livros digitais! Sou verdadeiramente viciado neles, adoro ler de tudo em meu Kindle. Tive um Paperwhite por muitos anos, que só recentemente troquei pelo meu Voyage atual, que você vê na foto, o antigo dei para minha mãe.

O público leitor é provavelmente o mais tradicionalista, em questão de formato de mídia. Os leitores são os consumidores de conteúdo que mais fazem questão da mídia física. Dentre as pessoas que gostam de música, só um pequeno nicho é fã de vinis e CDs, a maioria dos ouvintes sempre ouviu música sem fazer a menor ideia de quais tecnologias estavam por trás das ondas sonoras, ouviam no rádio sem se importar se no estúdio a música estava gravada em vinil ou cassete. Com a digitalização do cinema, as locadoras entraram em extinção, e o termo “filme” acabou anacrônico, uma vez que as salas de cinema estão usando projetores digitais com filmes gravados em um servidor na sala de projeção, e ninguém ligou pra isso. Mas os livros são outra coisa, o papel é muito estimado. Os leitores dão muito valor às características físicas do objeto que guarda a obra. Todo mundo julga o livro pela capa quando anda entre as prateleiras da livraria. A capa, a textura do papel, a fonte usada para o texto… Os biblófilos torcem o nariz para os ebooks, acham que isto é coisa de leitores casuais que só leem trivialidades, não de quem quer ler coisa séria e entender o texto com profundidade.  Apesar deste preciosismo, os ebooks são populares.

Como é prático! Eu já fiz um post recentemente sobre o livro da minha vida, Os Bons Anjos de Nossa Natureza. E sério, teria sido uma merda ler um livro de mais de 800 páginas na cama com uma lanterna. E como leio bem em inglês, e dou preferência a ler as coisas no original, sempre que posso. É extremamente caro e demorado importar livros de papel do exterior. Com o Kindle, no entanto, compro e o livro é baixado em segundos para o meu aparelho, e por um preço similar, ou até mais barato, do que eu compraria no Brasil. Mesmo que você só queira livros em português, é melhor que ir à livraria só pra comprar o livro, ou encomendar da internet. E também dá pra fazer anotações e grifos sem sujeira. Nunca gostei de fazer isso nos livros por causa da sujeita, mas no Kindle e outros leitores de ebooks, eles são simplesmente arquivos anexos, que ficam salvos na nuvem, e podem ser vistos em outros dispositivos sincronizados. Já escrevi muitos posts aqui abrindo e consultando o programa do Kindle no Windows, com as anotações que fiz no aparelho dedicado.

Outra vantagem é ler definições de palavras durante a leitura na tela do próprio aparelho, sem ter que parar para olhar no celular ou computador e se distrair. Além de consultar a Wikipédia, você pode usar um dicionário. A Amazon oferece dicionários gratuitos, de definições e traduções. O dicionário Priberian português-inglês eu achei bem fraquinho, investi no dicionário Porto, que é melhor. E sem falar de poder carregar toda a sua biblioteca em um aparelho levíssimo, e escolher qualquer um que quiser ler quando estiver fora de casa, o que der na telha.

Continuar lendo

Padrão
Aplicativos, geek, internet, Segurança e Privacidade

Criptografia Pode ser Inútil

9sfb_breach_web

“Três pessoas só podem guardar um segredo se duas delas estiverem mortas”

Quem escreve o título deste post é o mesmo c0anomalous que fez este e vários outros sobre o assunto criptografia, pelo qual sou assumidamente fascinado, a matemática e a computação a serviço de guardar segredos. Mas a verdade vale mais que o meu fascínio. A verdade é que, em situações práticas, em especial de comunicação, nem o mais avançado algoritmo criptográfico pode salvar você de ter seu sigilo violado, e suas informações repassadas a terceiros. Ponderei sobre qual título seria mais adequado, “Criptografia é inútil” definitivamente não. “Criptografia: Quase Inútil”, impreciso demais. Realmente, ela pode ser inútil, e temo que eu e outros entusiastas às vezes a exaltemos demais.

Continuar lendo

Padrão
geek, Segurança e Privacidade

Novo Vazamento do WikiLeaks: Fiquem Ligados

1000px-wikileaks_logo-svg_

Novo vazamento de dados, obtidos de um funcionário ou ex-funcionário da CIA (não da NSA desta vez) revelam toda a gama de ferramentas de que a agência dispunha, algumas compradas de empresas privadas, para hackear dispositivos móveis. Este vazamento, um pacote de dados chamado Vault 7, que Assange promete ser maior que os de Snowden em 2013, revela que o governo americano esteve trabalhando em meios de poder espionar comunicações, inclusive de serviços de mensagem como Telegram e WhatsApp, sem precisar quebrar a criptografia destes aplicativos, mas explorando fragilidades dos sistemas operacionais iOS e Android. Ah, e você por acaso tem uma Smart TV Samsung? Pois é…

O primeiro lote de documentos do Vault 7, chamado Year Zero, você encontra no link abaixo:

https://wikileaks.org/ciav7p1/

https://motherboard.vice.com/pt_br/article/wikileaks-acaba-de-vazar-informacoes-das-supostas-ferramentas-de-hacking-da-cia

https://www.washingtonpost.com/world/national-security/wikileaks-says-it-has-obtained-trove-of-cia-hacking-tools/2017/03/07/c8c50c5c-0345-11e7-b1e9-a05d3c21f7cf_story.html

Padrão
Aplicativos, geek

Truecaller: Livre-se do incômodo do Telemarketing Ativo

truecaller_logo

É quase 2017 e telemarketing ativo ainda existe… Que infortúnio.

Onde mais tem telemarketing ativo é no telefone fixo. Pior de tudo é a insistência, você diz que não está interessado em seja lá o que for, mas eles continuam ligando mesmo assim. Telefone fixo, por mais que seja necessário às vezes, na maior parte do tempo só serve para encher o saco. Infelizmente, quanto a este o melhor que você pode fazer é tirar o fio da tomada, ou, no máximo, informar, polidamente mas com firmeza, que você não quer mais receber ligações deles, solicitar que o seu número seja retirado da lista, e ameaçar processar se eles tornarem a ligar. Sim, você tem esse direito.

Mas se o problema forem ligações de telemarketing no celular, você pode instalar um aplicativo grátis chamado Truecaller. Tem para todos os sistemas operacionais móveis. Todos mesmo, não só para Android e iOS, mas também para Windows Phone, BlackBerry (BB10 e os mais antigos) e até mesmo Symbian e S40.

truecaller

Depois de instalar e configurar para o seu número, na parte de baixo (ver foto acima), uma barra branca com quatro opções, clique em Bloquear (ícone de escudo), depois clique em Bloquear Configurações, e marque a caixinha “Bloquear Spammers”. Pronto. Se quiser, na mesma tela, também pode marcar “Bloquear números ocultos”. Se quiser também bloquear chamadores específicos para eles não te perturbarem (desafetos, parentes inconvenientes, ex-namoradas por exemplo) nas opções do menu de baixo clique em Contatos, ao lado de Bloquear, selecione o chato ou chata, e clique em bloquear.

http://truecaller.com/

Feliz 2017, com menos encheção de saco.

telemarketing

Padrão