farsas, filosofia, internet, sociedade

Farsas – Esquema de Pirâmide/Marketing Multinível

image

Este post é absolutamente necessário, pois eu acho que, apesar de haver bastante informação sobre esquema de pirâmide (o blogueiro e youtuber Izzy Nobre fez um ótimo trabalho em informar o público sobre essa farsa) ainda não é suficiente, visto que os esquemas de pirâmide ainda existem, movimentam milhões de dólares e levam pessoas à ruína.

O que é esquema de pirâmide

Pirâmide é um esquema fraudulento em que uma organização ganha dinheiro exclusivamente ou principalmente com pagamentos de membros novos. Nada de valor é criado. Sob qualquer interpretação, é uma atividade econômica não produtiva. O dinheiro flui verticalmente, com membros novos (base da pirâmide) pagando membros antigos, que pagam membros mais antigos… Os golpistas que fundam a organização são o topo da pirâmide. Estes recrutam (o verbo é este mesmo) novos membros, que pagam uma taxa de adesão, e têm obrigação de pagar uma parte do que ganham para os do topo da pirâmide. E como ganham? Esta segunda geração de membros recruta novos membros, subordinados, que pagam a eles, que pagam uma parte para o topo…

Notou um problema? É, vou repetir, nada de valor é criado, nenhum produto ou serviço novo é criado, o dinheiro simplesmente flui de baixo para cima. Apenas os fundadores e os primeiros membros recrutados se dão bem. Quando este esquema começou, normalmente era anunciado como uma espécie de clube de investimento milagroso; uma mentira, nada é investido, o dinheiro simplesmente troca de mãos até o topo, e cada camada é mais pobre do que a anterior. A esmagadora maioria das pessoas que entram no esquema acabam mais pobres do que quando começaram.

E não é preciso ser gênio da matemática para notar que o esquema está  fadado a quebrar, pois vai chegar um ponto em que não tem mais gente para entrar na base e sustentar os de cima, é uma progressão geométrica, depois que a pirâmide chega a certo ponto, são necessárias mais pessoas na base do que habitantes do planeta Terra. E quando quebra, o pessoal do topo, que se deu bem, vai “sumir”. É um modelo de negócios não sustentável.

image

 

Marketing multinível é o mesmo que esquema de pirâmide

Não demorou muito para que esquemas de pirâmide fossem proibidos por lei. Mas os malandros usaram a tática mais antiga do mundo para divulgar uma mentira quando ela já se tornou conhecida: Mudaram algum detalhe e trocaram de nome. Não é diferente dos cretinos que insistem em divulgar criacionismo com o nome pomposo “design inteligente”, que é o mesmo criacionismo, mas travestido de ciência.

A tática foi inserir um produto para legitimar a atividade, e, portanto, eles estão gerando uma coisa de valor e não são um esquema de pirâmide. Só que não.

Quando você for ver, o valor vindo da venda de produtos para pessoas que não pertencem à organização é insignificante. A grande parte do lucro vem do pagamento de membros novos aos membros antigos. O produto é um engodo, e quase todas as vendas são feitas entre os próprios membros. Quando o cara entra no esquema, compra um kit do recrutador, que deverá tentar vender, e quase nunca consegue vender.

É notável também que os tais produtos fatalmente são coisas esquisitas que ninguém precisa, e por isso mesmo é tão difícil vender, e o único jeito do cara ganhar dinheiro é recrutando. O exemplo que ficou mais famoso aqui no Brasil é o Telexfree (que é mais ou menos um Skype ligado a um esquema de pirâmide). Quando a Telexfree foi interditada no Brasil, por ordem judicial, ninguém, simplesmente ninguém, reclamou que ficou sem poder usar o tal programa. Porque ninguém usava.

Outro exemplo famoso é o shake diet da Herbalife. Essa dieta é praticamente o mesmo que um jejum, o sofrimento é idêntico, mas com o mínimo de nutrientes necessário para ficar vivo. Também é digno de nota que produtos similares são encontrados à venda em qualquer loja de produtos “natureba”, vegan e em farmácias de manipulação, mas à preços muito mais baratos, porque os fabricantes não são MMN.

Zumbis

Se você leu os meus posts sobre o que é um culto, verá que as empresas de marketing multinível encaixam muito bem na definição. Que fique claro, participar de MMN não é o mesmo que estar em um emprego mal-pago: Mesmo que você trabalhe por um salário mínimo, você está ganhando alguma coisa, ninguém trabalharia de caixa do Mac Donalds pra perder dinheiro, ganha pouco, mas ganha. Só que quase todo mundo no MMN perde, e continua no esquema só pra tentar recuperar o prejuízo, algo similar com o que acontece com jogadores compulsivos que não saem da mesa porque ainda tem a esperança de recuperar o que foi apostado.

E as empresas de MMN investem pesado em palestras motivacionais, material de autoajuda e coisas similares para fazer dos membros verdadeiros zumbis que defendem a organização que os explora com unhas e dentes, e se tornam pessoas insuportáveis para seus amigos e familiares, pois estão o tempo todo tentando recrutar todo mundo para o esquema.

Por regra geral, as empresas não ganham dinheiro pelo número de funcionários, mas pelo valor que estes funcionários geram. Qualquer organização que tente desesperadamente ganhar o maior número possível de membros é fraudulenta. Bandeira vermelha se eles tentarem desesperadamente te “recrutar” mesmo você não possuindo nenhuma qualificação e nem experiência no ramo.

Os zumbis adoram apontar que várias pessoas se deram bem participando da sua organização, que ficaram ricas. Como eu disse, algumas pessoas, uma minoria, fica rica, o que absolutamente não diz nada sobre a legitimidade da organização. O meu pai tem 67 anos e fuma desde os 15, nunca teve câncer nem infartou. O que não muda absolutamente nada o consenso científico de que fumar faz mal.

O fato é que pirâmides são um bilhete de loteria muito caro. E ao contrário dos bilhetes de loteria, a maioria das pessoas já entram sem chance nenhuma de ganhar. A regra sagrada de Las Vegas – mais do que “o que acontece em Vegas fica em Vegas – é “a casa sempre ganha”. E no caso das pirâmides, a casa são os malandros que começaram o esquema.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Esquema_em_pir%C3%A2mide

http://hbdia.com/dossie-hbd/perca-dinheiro-ja-pergunte-me-como/

https://youtu.be/Ne6p_gGlgcM

https://youtu.be/dyuN-xUdCG4

https://youtu.be/ByLaIrLzUJE

UPDATE:

Escrevi este post meses atrás. Hoje o Izzy Nobre postou mais um vídeo sobre o assunto, visto que todo dia perguntam pra ele se x é esquema de pirâmide. Se nem com o meu post você entendeu, fica a dica:

Resumo do vídeo: Se parece pirâmide, é porque é pirâmide, cai fora.

Sério, os esquemas de pirâmide/MMN são tão convincentes como oportunidades de negócio legítima quanto um travesti de esquina é convincente como mulher.

Anúncios
Padrão
Sem categoria

Sinais de Um Culto 1 de 3: Dez sinais de um líder/grupo potencialmente perigoso

image

Esta tradução é um complemento do meu post “Sobre Homenzinhos Verdes e Utopias”. São 3 listas par você identificar quando um grupo ou líder é potencialmente perigoso, no sentido de ser um culto, quando alguém pode estar fazendo parte de um culto, e quando uma organização/líder é segura. São de autoria de Rick Ross, do Cult Education Institute. A ilustração é do filme Village of The Damned.

Você pode ou não concordar com as coisas que eu tenho escrito até agora. Eu não me envergonho de emitir a minha opinião. Mas neste post eu não quero fazer você pensar como eu. Eu quero que você fique atento a quem quer impedir que você pense por si mesmo.

“Grupos ou líderes potencialmente perigosos parecem
muito gentis a princípio, eles vão atrás de pessoas vulneráveis que estão
procurando por respostas, sozinhas, o que você chamaria ‘pessoas normais’. Eles
são muito bons no que fazem e podem fazer as pessoas acreditarem em qualquer
coisa. Você pode pensar que você jamais cairia nessa, mas não aposte nisso.”

– Margaret Singer, Ph.D.

Dez sinais de um grupo/líder potencialmente
perigoso

  1. Absoluto autoritarismo sem prestação
        de contas significativa.
  2. Nenhuma tolerância a perguntas ou investigação
        crítica.
  3. Nenhuma divulgação
        financeira com respeito a orçamento ou gastos, tais quais declaração
        financeira auditada independentemente.
  4. Medo irracional sobre o
        mundo exterior, tais como uma catástrofe iminente, conspirações malignas e
        perseguições.
  5. Não há razão legítima para
        sair, ex-seguidores estão sempre errados em terem saído, negativos ou até
        maus.
  6. Ex-membros frequentemente
        relatam as mesmas histórias de abuso e refletem um padrão similar de
        queixas.
  7. Há gravações, livros,
        artigos de notícias ou programas de televisão que documentam abusos do
        grupo/líder.
  8. Seguidores sentem que jamais
        podem ser “bons o bastante”.
  9. O grupo/líder está sempre
        certo.
  10. O grupo/líder é o meio
        exclusivo de saber a “verdade” ou receber validação, nenhum outro processo
        de descoberta é realmente aceitável ou crível.
Padrão
Sem categoria

Sinais de Um Culto 2 de 3: Dez sinais de alerta de pessoas envolvidas com um grupo/líder potencialmente perigoso

image

Esta tradução é um complemento do meu post “Sobre Homenzinhos Verdes e
Utopias”. São 3 listas par você identificar quando um grupo ou líder é
potencialmente perigoso, no sentido de ser um culto, quando alguém pode
estar fazendo parte de um culto, e quando uma organização/líder é
segura. São de autoria de Rick Ross, do Cult Education Institute.
A ilustração é do filme Village of The Damned.

Você
pode ou não concordar com as coisas que eu tenho escrito até agora. Eu
não me envergonho de emitir a minha opinião. Mas neste post eu não quero
fazer você pensar como eu. Eu quero que você fique atento a quem quer impedir que você pense por si mesmo.

“Grupos ou líderes potencialmente não-seguros ‘parecem
muito gentis a princípio, eles vão atrás de pessoas vulneráveis que estão
procurando por respostas, sozinhas, o que você chamaria ‘pessoas normais’. Eles
são muito bons no que fazem e podem fazer as pessoas acreditarem em qualquer
coisa. Você pode pensar que você jamais cairia nessa, mas não aposte nisso.”

– Margaret Singer, Ph.D.

Dez sinais de alerta de pessoas
envolvidas com um grupo/líder potencialmente perigoso

  1. Extrema obsessividade em respeito
        ao grupo/líder resultando na exclusão de toda consideração prática.
  2. Identidade individual, o
        grupo, o líder e/ou Deus como categorias de existências distintas e
        separadas tornam-se cada vez mais indistintas.
  3. Cada vez que o grupo/líder é
        criticado ou questionado, isto é caracterizado como “perseguição”.
  4. Maneirismos e conversação atipicamente
        forçados e aparentemente programados, clonagem do grupo/líder em comportamento pessoal.
  5. Dependência do grupo/líder para
        solução de problemas, soluções e definições sem pensamento reflexivo
        significativo. Uma aparente inabilidade de pensar independentemente ou analisar
        situações sem envolvimento do grupo/líder.
  6. Hiperatividade centrada na
        agenda do grupo/líder, que parece sobrepor quaisquer objetivos pessoais ou
        interesses individuais.
  7. Dramática perda de
        espontaneidade e senso de humor.
  8. Crescente isolamento da
        família e velhos amigos a não ser que eles demonstrem interesse no
        grupo/líder.
  9. Qualquer coisa que o
        grupo/líder faça pode ser justificada não importa quão dura ou danosa.
  10. Ex-seguidores são quando
        muito considerados negativos, ou quando pior, negativos ou ainda maus e
        sob más-influências. Eles não podem ser confiados e contato pessoal é
        evitado.
Padrão
Sem categoria

Sinais de Um Culto 3/3: Dez sinais de um grupo/líder seguro (não é um culto)

image

Esta tradução é um complemento do meu post “Sobre Homenzinhos Verdes e
Utopias”. São 3 listas par você identificar quando um grupo ou líder é
potencialmente perigoso, no sentido de ser um culto, quando alguém pode
estar fazendo parte de um culto, e quando uma organização/líder é
segura. São de autoria de Rick Ross, do Cult Education Institute.
A ilustração é do filme Village of The Damned.

Você
pode ou não concordar com as coisas que eu tenho escrito até agora. Eu
não me envergonho de emitir a minha opinião. Mas neste post eu não quero
fazer você pensar como eu. Eu quero que você fique atento a quem quer impedir que você pense por si mesmo.

“Grupos ou líderes potencialmente perigosos parecem
muito gentis a princípio, eles vão atrás de pessoas vulneráveis que estão
procurando por respostas, sozinhas, o que você chamaria ‘pessoas normais’. Eles
são muito bons no que fazem e podem fazer as pessoas acreditarem em qualquer
coisa. Você pode pensar que você jamais cairia nessa, mas não aposte nisso.”

– Margaret Singer, Ph.D.

Dez sinais de um grupo/líder seguro

  1. Um grupo/líder seguro
        responderá suas questões sem julgar e sem ser punitivo.
  2. Um grupo/líder seguro
        revelará informações tais como finanças e frequentemente oferecerá uma
        declaração financeira auditada independentemente sobre orçamento e gastos.
        Grupos e líderes seguros te dirão mais do que você quer saber.
  3. Um grupo/líder seguro é
        frequentemente democrático, compartilhando a tomada de decisões e
        encorajando prestação de contas e fiscalização.
  4. Um grupo/líder seguro pode
        ter ex-seguidores descontentes, mas não irá vilificar, excomungar ou
        proibir outros de se associarem com eles.
  5. Um grupo/líder seguro não
        terá uma trilha de gravações, livros, artigos e declarações extremamente
        negativas sobre eles.
  6. Um grupo/líder seguro
        encorajará comunicação com a família, interações com a comunidade e
        amizades existentes e não se sentirá ameaçado.
  7. Um grupo/líder seguro
        reconhecerá fronteiras razoáveis e limitações quando lidando com outros.
  8. Um grupo/líder seguro
        encorajará pensamento crítico, autonomia individual e sentimentos de autoestima.
  9. Um grupo/líder seguro
        admitirá falhas e erros e aceitará crítica construtiva e conselhos.
  10. Um grupo/líder seguro não
        será a única fonte de conhecimento e aprendizado excluindo todo mundo
        mais, mas valorizará diálogo e livre troca de ideias.

Não teria sido honesto da minha parte não incluir esta última lista na série. Mas fica a advertência de que muitos cultos podem parecer seguros a princípio, mas mudarem depois que você entra, ou conforme ganham tamanho.

Padrão