Empresas, gadgets, geek, trivialidades

Mini Super Nintendo: Vale à Pena?

h2x1_nintendoclassicminisnes_image912w

Ok, só para variar vou falar de um assunto mais leve aqui, chega de depressão e filosofia, vamos falar de coisa boa: Tekpix  O relançamento do videogame de maior sucesso da Nintendo, o Super Nintendo, em uma graciosíssima versão miniaturizada! O Classic Mini Super Nintendo, ou apenas Mini SNES, com o visual idêntico ao original, virá com os jogos clássicos remasterizados em HD, e certamente todo fã deveria começar a juntar as moedas no cofrinho, o lançamento será em setembro, e por tempo limitado… Ou será que deveria?

Eu vou dar minha opinião logo de cara: Não. Não vale a pena pra ninguém, nem pros jogadores casuais, e nem para quem adora games clássicos e é saudosista da Nintendo (e seus males). Na verdade, especialmente para os saudosistas. Vou logo abrir mão de um clichê: O problema não é que eles queiram “tomar o dinheiro dos fãs”, eles são uma empresa, não uma organização beneficente, justo. O problema é que eles não pretendem entregar nada que valha o custo. A Nintendo há mais de 10 anos vive da nostalgia, sempre as mesmas franquias batidas, em novas versões repaginadas, os fãs não querem novidade, só o Zelda e Mário de sempre em resolução mais alta. Mas não podemos dizer que ela deixou de produzir jogos legais, e que foi bem inovadora no hardware em especial, mas com este Mini SNES, ela simplesmente está fazendo você de trouxa, uma mera lembrancinha cara, e quem comprar está ensinando a Nintendo que fazer o público de trouxa funciona.

fry-shut-up-and-take-my-money-261209

E bem cara. O preço esperado é de cerca de 80 dólares. E claro que quando chegar nas terras tupiniquins, com todos os impostos, você pagará o seu SNES Mini e mais um pro filho de um senador.  E tudo pelo quê? Por um computadorzinho rodando um emulador de SNES dentro de uma embalagem fofinha com controles parecidos com os do SNES. Mas pelo menos dessa vez eles incluíram um cabo HDMI longo o bastante. Quanta consideração, não?

Por que não baixar  um emulador pro seu PC então? Mas pra um fã é um argumento grotesco dizer “pra que comprar isso se você pode instalar um emulador e baixar qualquer rom de graça na internet?”. Talvez você goste de ter tudo original, sem trambiques e sem gambiarras, funcionando sem complicação na sua TV da sala. E se for o seu caso, seria melhor só comprar jogos clássicos no Virtual Console, esqueça o mini SNES.

O mini falha em dois aspectos, que eu espero conseguir explicar. Os fãs da Nintendo, novos e velhos, são gamers, a maioria deles não pagaria por um peso de papéis da Nintendo, querem algo que não só tenha a marca, mas que sirva para jogar jogos “de verdade”, e muitos retro gamers têm suas bibliotecas de jogos que adorariam poder desfrutar.

Assopra Fita?

Mass sabe o que você pode fazer com aquela sua coleção de cartuchos de SNES após comprar o mini? Se não tiver mais o SNES de verdade também, Pode deixar no pó, porque o mini não aceita cartucho. A fenda de cartucho na foto é só enfeite. Esta é uma falha que eu vi em todos, absolutamente todos os relançamentos de jogos retrô, falsetas e oficiais: Nenhum aceita os cartuchos originais, pois nenhum é realmente um relançamento do console original, como são alardeados.

A Nintendo lançou há pouco tempo uma versão “clássica” do seu primeiro console… Exatamente tão porcaria quanto essa que sairá em setembro. E também sem expansão. Um exemplo mais exótico, que quase ninguém conhece no Brasil (e nem perde nada por não conhecer) é o do console Neo Geo. A SNK fez um relançamento de seu “arcade doméstico” Neo Geo, com o pomposo título “Neo Geo X Gold ” que além do preço proibitivo, é bem tosco, feito de material ruim e componentes ruins, com gambiarrasSério, eles fizeram um portátil com um “console” que na verdade é só uma caixa de plástico para encaixar o portátil e os controles. Mas pelo menos, ao contrário do mini SNES, neste dá pra por mais jogos, e até deram um jeito de piratear. e os jogos vêm em cartões SD, para fazer lembrar os cartuchos. Os originais também não servem nele, até porque, como os classics da Nintendo, ele não tem uma arquitetura nem próxima do original, só um emulador rodando num computador vagabundo.

Isto que eu acho mais cretino. Não só tem menos jogos pra jogar, mas o que os consumidores compram não é o console de verdade. Independente de quão bem o relançamento funcione. Ninguém pagaria caro por isso se não fosse o apelo do “selo oficial”, se fosse um desses videogames retrô feitos com Raspberry Pi que vendem no Mercado Livre. Nós temos um certo prazer que está atrelado à “essência” das coisas, e aos colecionadores isto conta muito (ou deveria contar, se usassem a cabeça ao invés de despejar dinheiro por qualquer coisa que empresa vende com seu selo). Por mais que seja um prazer considerado idiota ou fake para os cínicos, nós todos valorizamos objetos por muito mais do que o seu aspecto funcional, mas também por fatores invisíveis como a sua história e o seu contexto. Um quadro perde seu valor instantaneamente  se for descoberto que é uma imitação. Um autógrafo do Freddy Mercury vira só um papel rabiscado se a caneta que segurou a mão para fazer a assinatura não foi mesmo a deste cantor. Não há nada de errado com isto. Mas este apreço por uma essência imaginária é facilmente explorado por aproveitadores. O cara que compra o mini, que normalmente é o nostálgico, e me mandaria a merda se eu dissesse pra ele emular, deve estar pensando: “oh, mas é um Super Nintendo de verdade!” Não! Não tem nenhum dos componentes originais, não é nem perto da arquitetura de um Super Nintendo e até por isso não aceita cartuchos ou controles originais, é só um emulador com marca!

super-nes-classic-edition-es-una-realidad-y-vendra-con-21-juegos-precargados_cc69e4e4748045dd03176ba5f7d9b2771

Ah, mas dá pra jogar, é o mais importante…

Claro, talvez 80 trumpsE não esqueça de multiplicar por três e acrescentar a sua polpuda contribuição para a operação Lava-Jato. não seja tanto pra você, e você não esteja nem aí pra legitimidade do aparelho ou outras frescuras metafísicas, então ok, se você se contentar com a generosíssima oferta de 21 títulos. Ótimos títulos, sem dúvida, Mario Kart, Mega Man X, Final Fantasy 3… Mas você faz ideia de quantos jogos saíram pra SNES? Foram 783 títulos. Com os bilhões que a Nintendo vai ganhar com a venda desse brinquedinho mixuruca, você imagina que eles podiam ter investido um pouco mais, mas não, pra que, se fossem só 10 iam comprar de todo jeito… E muitas vezes, para o gamer saudosista, o jogo que mais dá saudade não é dos que fizeram sucesso, é um obscuro que você se lembra com muito carinho. Não só você não poderá usar o mini para cartuchos, mas não poderá jogar nenhum jogo nele além dos inclusos na memória , nem pagando, não dá pra comprar no Virtual Console, ele não tem internet. Afinal queriam que ficasse igual à um console da época, não é? (sqn)

Ah, mas vai ter o Star Fox II, que nunca foi lançado…

Sério que você vai pagar pelo treco só por causa de um único jogo diferente? Agora sim só o que me resta é dizer: Baixe e jogue num emulador. E um de computador mesmo, pirata, porque a Nintendo não vai lançar no Virtual Console para forçar os trouxas (o termo é este, lamento) a comprarem a sua geringonça. Eventualmente eles vão lançar no Virtual Console.

TL;DR

Brinquedinho caro, com jogos limitadíssimos e sem nenhuma possibilidade de expansão. No mercado, você vota com a carteira. Quando você compra uma merda dessas na euforia –  OMG!! É O SNES!! É NINTENDO!!! VENDO MEU RIM POR ISSO! HERP DERP!!  – você está ensinando a Nintendo que os fãs são trouxas mesmo e ela pode lançar a merda que for a qualquer preço e eles vão comprar de qualquer jeito. Mesmo que queira ter só jogos originais, não tem nada que o Mini ofereça que você não possa ter no Virtual Console. Ou, se não tiver esse puder, usufrua do Snex9x com roms baixadas grátis. Gaste este dinheiro com vodka, a Absolut merece mais que a Nintendo.

 

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s