geek, Internet, Segurança e Privacidade

O “Enorme” Perigo dos Pedófilos da Internet

sex-predator-internet

Para quem se informa apenas pela televisão, a internet parece ser uma espécie de mundo tenebroso onde habitam “hackes”, “piratas” (pessoas que compartilham arquivos), terroristas, e, acima de tudo, pedófilos, sem falar dos games que “treinam os jovens para se tornarem assassinos”. Mas os pedófilos da internet são, de  longe, o perigo mais alardeado. Ou ao menos costumava ser assim há poucos anos atrás, talvez eles já tenham se dado por vencido.

Apenas um caso fácil de entender da velha mídia demonizando a nova mídia. A televisão, mais ainda a TV aberta, perde interesse cada vez mais entre jovens. A própria televisão era vista com alardes pelos velhos moralistas até os anos noventa, mas hoje quem mais vê TV é gente velha mesmo.

E vendo TV Globo e TV Record, parece que basta uma criança ligar um computador que começarão a pular pedófilos da tela para agarrá-la e sodomizá-la. A TV tem uma capacidade enorme de exagerar a proporção das coisas. Eu sei que falar que a mídia manipula é cliché, mas você não precisa acreditar em mim. A grande maioria dos casos de abuso sexual infantil, 80%, são de alguém da própria família, esta estatística vem da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente, e foi divulgada, inclusive, na Record (não no telejornal, claro). Abusos por padrastos ocorrem muito mais do que pais, devido à aversão natural que as pessoas sentem ao incesto, e, como explica o psicólogo da Harvard Steven Pinker em seu livro Como A Mente Funciona, abuso sexual infantil geralmente parte de adultos que não viram e acompanharam a criança crescendo, e padrastos que casam com a mãe quando a criança ainda é muito pequena, e são presentes na criação, geralmente não abusam.

Mas a maioria dos casos é de familiares mesmo (tios, primos mais velhos, etc.), seguido por pessoas fora da família mas próximas à criança e a família de alguma forma (padres sendo o exemplo mais famigerado). Abuso por estranhos, por predadores sexuais caçando crianças em salas de chat, é o que menos ocorre. O problema nem está aumentando, o que está aumentando, devido à medidas de conscientização, são as denúncias, mesmo uma organização de combate à pedofilia faz questão de frisar este fato. O problema é menor do que parece, mas não inexistente, claro. Mas, mesmo quando o abuso não vem da família, ele poderia facilmente ser evitado pela família.

Outro dia vi uma notícia de um pedófilo que foi preso por pedir para uma menina de 9 anos mandar fotos de si mesma pelada, e depois ameaçar divulgar essas fotos. Mas o que eu me perguntei na hora foi: Por que diabos ela tirou e mandou as fotos? A mãe e o pai não ensinaram que isso não se faz? A história de que as crianças não ligam para o que os pais dizem é só até a página 3: Nem todas as crianças e adolescentes tem personalidade rebelde ou desobediente, e mesmo os que tem podem acreditar quando os pais dizem que algo é perigoso, se a comunicação entre eles for boa, e se for bem explicado (dizer “não faz isso que papai do céu não gosta” não vale). Muitos destes casos de abuso de menores por predadores sexuais na internet mostram que os pais nem se preocuparam em educar a criança sobre como se prevenir sobre perigos comuns, bom e velho “não fale com estranhos”. E mais ainda, não mande nudes para estranhos.

É uma questão de dizer que qualquer um pode se passar por qualquer um na internet, e jamais se deve tirar fotos de si mesmo nu, menos ainda para mandar por estranhos. Falando de estranhos, a indicação deveria ser de cortar a conversa imediatamente e relatar à família se algum assunto impróprio surgir. Conhecer em pessoa, de jeito nenhum. Eu sei que não é tão simples explicar isso pra uma criança, mas definitivamente não é impossível, e se você for pai, deveria saber como.

Antes que queiram me crucificar, eu não estou dizendo que a “culpa” é da família, não quero “culpar a vítima”. Eu apenas quero conscientizar quem quer que leia este post e, talvez, evitar mais um caso de abuso de criança. Veja bem: Se você estiver caminhando com um caríssimo relógio Rolex no pulso de madrugada no centro de São Paulo e o tiver roubado, mas o ladrão for pego, quem será preso será o ladrão, a culpa, pela lei, é dele e não sua (se o bem for assegurado a história muda um pouco, mas isto não vem ao caso). Mas você provavelmente vai ouvir muitas críticas dos seus amigos e familiares, não porque a culpa foi sua, mas porque seriamuito fácil ter evitado sofrer o roubo: Não vá ao centro de São Paulo de madrugada com um Rolex no pulso.

Da mesma forma, aliciamento de menores pela internet pode ser facilmente evitado com educação para coisas de bom senso e acompanhamento dos pais, mas tem uns que parecem nem fazer ideia do que pensam e fazem os filhos. Tem mãe que é cega, e pai também.

Pedofilia também é frequentemente usada como desculpa por quem é contra a criptografia e outras ferramentas de proteção de privacidade, o que é uma desculpa esfarrapada de governistas, para o governo não perder o poder de te vigiar e controlar. Seguindo esta lógica ao extremo, todas as famílias deveriam ser obrigadas a instalar câmeras dentro de suas casas que podem ser acessadas pelo governo 24h por dia, para evitar violência doméstica. Não trate privacidade com um privilégio sacrificável por uma “nobre causa”, mas como um direito fundamental.

Uma mensagem criptografada fica descriptografada em no mínimo dois pontos: No remetente e no receptor, se não, não serviria como mensagem. Não importa o meio de comunicação ser criptografado (por exemplo o Telegram, Signal ou Wire) se a vítima (a criança, ou um responsável vigiando a criança) souber que está sofrendo assédio interromper a comunicação imediatamente, além  de oferecer as mensagens do próprio aparelho como evidência. Conversas com estranhos por aplicativos com mensagens que se autodestroem, como o SnapChat, devem ser totalmente proibidas para as crianças. Aliás, muitos destes predadores sexuais não são tão espertos assim, não são experts em criptografia, nem perto disso. Um ex-BBB com o alcunha pra lá de sugestivo Barba Azul foi preso porque aliciava menores conversando pelo Facebook.

Há quem aposte em softwares para vigiar tudo que menores fazem em seus computadores e celulares. Eu não vejo com bons olhos programas de espionagem da vida digital de adolescentes e mesmo de crianças, pois eles também desejam privacidade. Penso que muitos destes programas são instalados apenas por motivo de moralismo barato (não quero que meu filho veja sacanagem), e por pais negligentes que não conversam com os filhos, nem os educaram bem, mas querem sentir que estão fazendo alguma coisa para protegê-los. Se você é pai e está revoltado com este post, pense bem, eu não quero que você se sinta um merda, ninguém ganha nada com isso, só que mude de atitude. Nunca é tarde para mudar.

Falam também que a internet (especialmente com anonimato) facilita o acesso e a troca de fotos de pedofilia. Isto também não é desculpa para proibir as pessoas de protegerem a própria privacidade. A polícia consegue desmantelar grupos de pedofilia na internet com técnicas como convencer os criminosos a instalar Spyware, se passarem por crianças para marcar encontros, e com a milenar técnica de infiltrar agentes secretos nos grupos alvo, que aliás foi como a Polícia Federal encontrou 10 suspeitos de terrorismo neste ano. E terroristas geralmente usam Telegram, cujo protocolo, mtproto, apesar de tratado com muito ceticismo por criptógrafos, jamais foi quebrado. Então não, ferramentas de privacidade em geral não tornam impossível o trabalho legítimo de agentes da lei em proteger pessoas, apesar de nos protegerem de métodos de vigilância em massa automática e indiscriminada como a que a NSA praticou e provavelmente ainda pratica, deste assunto tratarei em outro post.

Anúncios
Padrão

2 comentários sobre “O “Enorme” Perigo dos Pedófilos da Internet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s