Sem categoria

PLS 193/2016 – Podem enfiar a proposta no cu

Não voto em proposta de lei que tenha cavalo de tróia.

Infelizmente, a educação no Brasil foi sequestrada por ideólogos para fins particulares, sempre, é claro apoiados na obliteração da verdade objetiva. Já que nada é verdade mesmo, porque não ensinar a minha opinião como sendo verdadeira?

Quando não são as bostas dos comunistas querendo se aproveitar das aulas de história, sociologia e etc. para empurrar suas ideias políticas bitoladas do século XIX, são os evangélicos querendo, de uma maneira ou de outra forçar a teocracia no Brasil, começando por sorrateiramente instituir ensino religioso nas escolas.

Infelizmente, o já sucateado ensino público virou isso: Um cabo de guerra de religiões (comunismo no fundo é uma religião).

O projeto da escola sem partido parecia querer remediar a situação. Parecia. Vindo da bancada evangélica, o Estado Islâmico brasileiro, coisa boa não deve ser, mas eu li. Claro que tinha surpresinha. Vejam este parágrafo do art.5º

V – respeitará o direito dos pais dos alunos a que seus filhos
recebam a educação religiosa e moral que esteja de acordo com as suas próprias
convicções;

É aí que eu desisti de votar na consulta pública sobre a lei.

O parágrafo abre precedente para instituição de ensino religioso nas escolas. Nas escolas públicas, pago com o dinheiro dos impostos que nos é arrancado diariamente. Aqui não importa se a intenção da lei não é essa, se houver possibilidade de ser deturpada será deturpada. Ou você acha que uma diretora de colégio público evangélica não vai se aproveitar desta lei (com o referido parágrafo grifado de amarelo pra ficar bem claro) para instituir aula de cristianismo no colégio, visto que a maioria dos alunos são cristãos?

Imagine você, pobre diabo que tem pais religiosos que te obrigam a ir na Igreja, nem na escola sua mente estará a salvo desse distúrbio, vai ter que ter aula de religião num tempo que você podia estar estudando pra passar no vestibular ou fazendo alguma outra coisa melhor.

Quero deixar bem claro também que não importa que este parágrafo foi feito em convenção a convenção americana de direitos humanos, enfiem no cu esta convenção, eu sei bem que não a assinei e que seja lá quem for que participou dela não é mais importante que a laicidade do meu país, pode até ter sido a NSA ou os irmãos Koch, não metam o bedelho aqui. Então, enquanto o senador preferir respeitar esta convenção a respeitar o direito dos estudantes brasileiros de estudarem num ambiente secular, não apoio proposta nenhuma, e peço que você, leitor do blog, convençam a todos que conhecem para não assinarem também, até que a lei seja mudada de forma que não haja absolutamente nenhuma possibilidade de ser aproveitada para instituir catecismo em escola.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s