Sem categoria

SBT e O Bonde dos Ofendidos

image

Eu já tive a chance de pular no bonde dos ofendidos, mas caí fora.

Certa vez, em um destes programas dominicais de auditório do SBT, foi feita a pergunta: Você é contra ou a favor de quem “não tem deus no coração”, ao que os participantes responderam que eram contra, e Patrícia Abravanel, filha de Sílvio Santos, explicou o porquê.

A ATEA (Associação Brasileira dos Ateus e Agnósticos) fez um estardalhaço, e convocou os ateus da internet a se mobilizarem, e até propuseram processar a emissora pelo desrespeito. Sério gente, menos.

E que fique bem claro aqui: Sou ateu mesmo, nada de agnóstico ou qualquer outro eufemismo, não escondo de ninguém que não partilho de nenhuma crença em qualquer divindade, e também não sou que nem esses “ateus envergonhados” que são ateus mas cobrem de elogios as religiões e são todos cheios de dedos ao falar do assunto, a estranha postura de alguém que descobriu que uma mentira é mentira, mas faz questão de tratar com o máximo respeito o mentiroso e os enganados e jamais transparecer o que eles realmente são. Mas não, não fiz protesto e muito menos pedi por processos ao SBT, nem mesmo um único compartilhamento no Facebook.

Prezados colegas ateus, vocês se rebaixam muito ao fazer tanto caso por algo falado em um programa do SBT. O motivo pelo qual eu não protestei é porque eu sou absolutamente indiferente ao que é dito ou não em um canal de TV vagabundo. O SBT sempre foi e sempre será uma emissora de baixíssimo nível, conhecida antes de tudo por seu besteirol, suas novelas mexicanas, programas de auditório e “game-shows”, além, é claro, do Chaves, possivelmente a única coisa que presta naquele canal, e eles sabem que não podem tirar do ar porque é praticamente a única coisa que realmente incentiva o públic a ligar naquela joça, pois de resto, o SBT sempre foi uma última opção, coisa que as classes D e E assistem quando não tem nada de bom passando nos outros canais e não tem mais nada pra fazer em casa além de assistir TV.

E é claro que intelecto não é exatamente o forte deles. Recentemente a emissora tentou se reinventar como “emissora reacionária” com figuras como Raquel Sheherazade e Luiz Carlos Prates  fazendo a alegria de todo o pessoal que quer a ditadura militar de volta. Em outras palavras, conteúdo feito de ignorantes para ignorantes. O ataque à irreligiosidade cabe perfeitamente nessa estratégia de querer agradar a ala mais conservadora do povão. Não coincidentemente, as pessoas que se deliciam com os comentários politicamente incorretos do jornal do SBT (jornal que ninguém lembrava que existia antes da “loiraça reaça”) também são cristãos devotos. Sério mesmo que você se importa com uma emissora de besteirol querendo se fazer de séria?

O pessoal do SBT está dentro de sua liberdade de expressão ao emitir sua opinião boçal sobre os ateus, ou sobre os bandidos amarrados em postes, ou o que quer que seja, nada que eles digam deveria ser assunto de tribunal. Liberdade de expressão tem que valer da mesma maneira para todos. Se nós ateus começarmos a querer calar quem nos critica, os religiosos também vão querer processar quem chama pastor de ladrão e padre de pedófilo. Simples assim. Você quer viver neste mundo miserável em que todos tem que medir palavras com medo de processos?

O problema das minorias ofendidas são exatamente os ofendidinhos profissionais que se importam com qualquer merda que é dita a respeito deles e querem transformar tudo em BO, mesmo que seja dito pelos sujeitos mais ordinários do mundo. Dizem que são a favor da liberdade de expressão, mas vão a esganando aos poucos, conforme convém à sua agenda. E ao mesmo tempo denigrem a própria causa ao comprar briga com pessoas de baixíssimo nível. Eu realmente espero que justo a minha minoria, que eu julgo mais esclarecida, não pule neste bonde.

Anúncios
Padrão
Aplicativos, gadgets, geek, Sem categoria

Uma ideia para a Microsoft

Infelizmente o Windows Phone não deu certo, e a Microsoft acabou como a

grande perdedora da batalha da primeira metade desta década pelo mercado

de smartphones, só não ficou mais feio que o Blackberry.

O que dá para a empresa de Redmond fazer?

Simples, esqueçam o conceito de sistema operacional móvel, vendam um

computador miniaturizado com Windows 10 padrão, aquele feito para

computador. Desta forma você poderia ter qualquer programa feito para

Windows no seu bolso, qualquer exe (até Tibia) e não estar reduzido ao

raquítico acervo do Windows Phone. Só teria que adicionar drivers

específicos para trabalhar com chip de telefone, e aplicativos de telefone

e mensagem.

Sim, isso é tecnologicamente possível. Na verdade, a MS já fez isso com sua

linha de tablets Surface, se eu não me engano. Ou eles terão que

simplesmente desistir do mercado de celulares e admitir que neste mercado o

Unix/Linux ganhou, muito ao contrário do que se passou com o mercado de PCs

para usuário doméstico.

Se der certo, eu mando o número da minha conta para vocês mandarem a minha

comissão.

Padrão
Sem categoria

Eu avisei

O meu primeiro post, sobre as caixas-pretas, pode ter parecido um grande delírio paranoico para alguns. Que ideia ridícula, pensar que só porque a TV da sala tem câmera e microfone e roda software fechado alguém poderia usar para espionagem…. Pois bem…

http://olhardigital.uol.com.br/fique_seguro/noticia/hacker-invade-smart-tv-e-flagra-casal-fazendo-sexo/58636

Padrão
Sem categoria

Farsas: Aliens e Ufos

Eu Não Acredito em Aliens.

A chance de haver “vida inteligente” – ou qualquer outro tipo de vida –
fora da Terra é tão minúscula que pode ser tranquilamente desprezada. Eu
abro mão de chavões como dizer que o universo é tão grande e deve haver
alguém lá fora.

A chance de haver qualquer planeta com condições propícias para o
surgimento da vida além da Terra é infinitamente pequena, e a chance dessa
vida ser inteligente é nenhuma. Basta entender que inteligência não é
necessária no decorrer da evolução dos seres vivos. Não é como se a
evolução fosse um trilho e o cérebro humano fosse o fim desse trilho. A
inteligência foi fruto de determinadas mutações genéticas que foram
favorecidas em um grupo de animais no passado, a inteligência foi útil para
sobreviver melhor e se reproduzir mais naquele ambiente. A inteligência
humana em especial, capaz de linguagem, memória episódica, introspecção
dentre outras peculiaridades, é uma ferramenta de sobrevivência que deu
certo para um grupo de primatas da savana. Tivessem os primatas jamais
saído da floresta, que é um ambiente muito diferente, com outros desafios,
nós possivelmente não teríamos um cérebro do tamanho do nosso, outros
órgãos teriam sido favorecidos.

Para haver vida inteligente fora da Terra seria necessária uma réplica da
Terra, não apenas condições favoráveis ao surgimento da vida. Seria
necessário que o planeta tivesse os mesmos biomas que a Terra e seres vivos
que tiveram as mesmas mutações e enfrentassem os mesmos desafios. Por que
então buscar “vida inteligente ”? Poderíamos também sondar o espaço em
busca de animais que tenham tromba, corcovas ou que soltem pólem.

Eu admiro muito o cientista Carl Sagan, que foi um eloquente comunicador da
ciência. Este sabia mesmo conversar com o público, e são poucos os
cientistas com seu gabarito que se importam com as pessoas comuns fora do
circulo acadêmico. Era um homem cético, esclarecido. Mas ninguém é
perfeito, e na questão da vida alienígena, ele mando muito mal. Foi o
criador do projeto SETI, que busca sinais de vida extraterrestre com
radiotelescópios. Não só se supõe que no espaço há seres inteligentes, mas
também que eles desenvolveram tecnologias de comunicação por rádio iguais
às nossas. Nem parece o mesmo autor do texto “Pálido Ponto Azul”.

E as evidências? Um fato tão incomensuravelmente improvável como este
exigiria evidencias muito sólidas, e por enquanto as “evidências” são só
uns vídeos amadores de péssima qualidade mostrando “luzes no céu”. Qualquer
luz no céu vira ufo pra quem quiser acreditar, já houve até quem
confundisse a estrela Antares com um ufo. A ufologia também oferece como
“evidência” relatos bizarros de pessoas que estavam dirigindo, viram uma
luz muito brilhante e acordaram duas horas depois pelados na floresta e
coisas do tipo.

Padrão
Sem categoria

Professia auto-realizável

Os pré-candidatos à eleição presidencial dos EUA deixaram muita gente
desapontada.
O Trump é um republicano atípico, apesar de sua retórica cáustica, sempre
politicamente incorreta, ele é bem menos conservador que a média, e sua
popularidade tem descido consideravelmente, ao contrário do que se espera
que aconteceria após mais um atentado terrorista islâmico.

A Hillary… É só um novo Obama. Ela é bem pragmática e está envolvida em
mais de um escândalo de corrupção, para o desespero da ala mais idealista
do Partido Democrata que sonhava com a “pureza” de Bernie Sanders.

Há outros candidatos? Há. Jill Stein do partido verde é uma subtututa
aceitável para quem queria Bernie. e Gary Johnson para os libertários.

Mas pouca gente vai votar neles, mesmo os insatisfeitos com a Dupla
Trump/Hillary. Por quê? Porque todo mundo pensa que eles não têm chance de
ganhar. Por que eles não tem chance de ganhar? Porque todo mundo pensa que
eles não têm chances de ganhar.

Entendeu?

O fenômeno não ocorre exclusivamente em política ou nos EUA. Este ano temos
eleições municipais no Brasil. Pense nisso.

Padrão
gadgets, geek, internet, Sem categoria

Computações Geek: Android TV, era melhor um Chromecast

O que eu comprei, na verdade, não é um Android TV. O sistema operacional,

na verdade, é um Android de tablet personalizado para funcionar em um

minicomputador com um monte de portas usb. O vendedor foi desonesto por ter

anunciado um aparelho com Android 5, quando na verdade o que vem instalado

é o 4.4 Kitkat. E nem sonhe que essa gambiarra algum dia receberá uma

atualização. Lembre-se: Aparelhos desatualizados na rede da sua casa são um

risco à sua segurança e privacidade.

Quão bem ele funciona?

Tão bem quanto você esperaria de uma caixinha de R$200. Está ok se o que

você precisa for só de um dispositivo para tocar vídeos e músicas de um

pendrive. E o pendrive ou hd extremo é altamente necessário, visto que a

memória interna do aparelho é desprezível.

Surpreendentemente, ele faz resolução 4K. Uau. Mas não vá esperando que

você vai assistir o Netflix em 4K com ele, não vai rolar, o Netflix só

libera 4K para certos aparelhos específicos. Também é notável que ele tem

um desempenho sofrível, e não dá pra fazer streaming de torrents (leia-se

popcorn time) nele, fica fazendo buffering eternamente. Eu também não

confiaria nele para fazer streaming de vídeos do computador ou celular por

DLNA.

O fato de o Android ser de tablet é um problema, pois significa que não

necessariamente os aplicativos vão funcionar com o controle remoto. Nos que

eu testei, ter um mouse conectado é absolutamente necessário para conseguir

usar. O YouTube também oferece uma resolução menor quando está rodando em

um dispositivo móvel.

Vale a pena?

Não. Todas as TVs modernas tem função de ler arquivos de vídeo de um

pendrive, apesar de algumas (por exemplo as da Sony) não lerem legendas.

Por mais ressalvas que eu tenha às SmartTVs, esta é uma função extremamente

básica que todas fazem relativamente bem. Se nem a sua TV nem os

dispositivos (dvd/bluray) ligados nela tiverem essa função (ou não lerem

legendas), o Chromecast é literalmente melhor em tudo do que o Android TV

falseta.

Em especial, ele resolve o problema do software de fábrica ficar obsoleto,

e de você depender do fabricante para ter aplicativos novos. E não precisa

passar as coisas para pendrive, sendo que ele transmite direto do seu

computador ou celular. E se você for obcecado por ter um controle remoto à

moda antiga, o Chromecast agora reconhece o controle da TV. Legal.

Sério, Google, agora só libera o 4K, por favor.

Ou talvez seja melhor investir numa placa de vídeo que faça resolução 4K…. É, o cabo HDMI ainda é a melhor opção. Para quem não tem medo de fios.

Padrão